“Administrar o tempo com sabedoria é ser inteligente”
Por: Gustavo Huber

Chegamos ao mês de junho e temos a sensação de que nem vimos o ano começar e já estamos na metade dele. O tempo voa! - Essa constatação deve nos fazer pensar em como usar e administrar melhor o tempo ou como não “perder tempo”.
Nossa inteligência existe para nos fazer distinguir, discernir, saber o que é essencial, importante e acidental em nossa vida frente aos nossos objetivos, isto é, o que cada um de nós desejou para a própria vida. - Essencialé aquilo que devo fazer em primeiro lugar. É aquilo que me levará mais rápido em direção ao que desejo da vida no momento presente em que estou fazendo o discernimento. - Importante é o que devo fazer, mas só depois de ter feito o que eu havia considerado antes como essencial. - Acidental é aquilo que só irei fazer depois de ter feito o que eu havia antes considerado como importante e como essencial. - Emergencial é quando devo fazer algo que tem que ser agora, ou vai se da mal, por exemplo: o cliente está com a produção parada e precisa que o material “pra ontem” ou derrepente lhe da uma dor de barriga daquelas de ter que correr para o banheiro agora senão vai se borrar aqui mesmo...
Sempre devemos nos perguntar se o que estamos fazendo é Essencial, Importante, Acidental ou Emergencial, para que possamos nos concentrar nas coisas essenciais e não nas coisas acidentais. O tempo passa e há pessoas que só fazem coisas acidentais ou até mesmo importantes, mas nunca as coisas essenciais que as levarão à felicidade ou ao sucesso.
Assim, quando chegamos ao trabalho devemos nos perguntar: o que é Essencial agora? Ao chegarmos a casa, de volta do trabalho a mesma pergunta deve ser feita: o que é Essencial agora? - Será brincar um pouco com os filhos? Abraçar a esposa ou marido? - Uma vez que a inteligência nos aponta o que é essencial, devemos dominar a vontade para fazer esse essencial e não fugir dele para coisas acidentais. Muitas pessoas querem vencer no trabalho ou ter uma vida familiar feliz, mas deixam de fazer as coisas essenciais, para que tudo aconteça.

Lembre-se que a nossa felicidade e o sucesso dependem das escolhas que fazemos na vida. Temos que saber o que queremos, quais são os nossos motivos maiores, a nossa “motivação” e nos concentrar nas coisas essenciais que nos farão chegar onde desejamos. Não podemos perder tempo com coisas acidentais que nos desviam do caminho.
Junho já chegou e logo chegará dezembro. Você usou seu tempo para coisas essenciais? - Talvez já, se chegasse próximo da emergencial...

Pense nisso!

Texto de Marins e Bordado pelo Huber

Gustavo Huber é Diretor da Huber-Consultoria Cursos de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial – Para contatá-lo: (19) 9178-5031 huber@huberconsultoria.com -